2013. 15 minutos.

Direção: Beto Chaves e Leo Santos.

Produção: Leo Santos.

*Realizada em co-produção com a Promax Produções, Malaika, Vilaroucas e Caos e Cinema.

"Logo Ali - África do Sul é uma metáfora da relação espaço/tempo; do que une e do que separa a humanidade. A distância geográfica África do Sul - Brasil parece realmente desaparecer quando surgem temas como preconceito, diferenças sociais, drogas, arte, cultura, educação, tradições, juventude e empreendedorismo.

 

A obra mostra a visita de Beto Chaves (policial civil do Rio de Janeiro) à Africa do Sul, numa busca de conhecimento pela história das pessoas e, principalmente, pela discussão sobre o que significa a liberdade e o futuro para cada um dos entrevistados no país africano.

 

O filme também faz referências a datas de acontecimentos históricos como o apartheid, a libertação de Nelson Mandela da prisão e sua recente morte. É um filme sobre pessoas comuns e pensamentos extraordinários; sobre uma sociedade que ainda engatinha numa nova democracia.

PRÊMIOS:

 

Melhor Documentário

Grécia, 2018

 

Melhor Documentário – Award Of Recognition

IMPACT DOCS AWARDS

Estados Unidos, 2018

 

 

FESTIVAIS:

 

3rd BLACK STAR INTERNATIONAL FILM FESTIVAL

Seleção Oficial – Mostra Competitiva

Gana, 2018

 

INSHORT FILM FESTIVAL

Seleção Oficial – Mostra Competitiva

Nigéria, 2018

 

REEL TIME – INTERNATIONAL ONLINE FILM FESTIVAL

Seleção Oficial – Finalista

Austrália, 2018

 

AUCKLAND INTERNATIONAL FILM FESTIVAL

Seleção Oficial – Mostra Competitiva

Nova Zelândia, 2018

 

FILM-COM

Seleção Oficial – Longas-Metragem

Estados Unidos, 2018

EQUIPE

 

PRODUÇÃO

Leo Santos

 

PRODUÇÃO EXECUTIVA

Felipe Haurelhuk

Leo Santos

André Ribeiro

 

DIREÇÃO

Beto Chaves

Leo Santos

 

ROTEIRO

Leo Santos

 

FOTOGRAFIA

André Ribeiro

Gutemberg Freitas

Leo Santos

 

MONTAGEM

André Ribeiro

 

APRESENTAÇÃO

Beto Chaves

 

DESIGN GRÁFICO

Rafo Castro

 

ARTES E VIDEOGRAFISMO

Renato Vilarouca

Ricardo Vilarouca

 

TRILHA SONORA ORIGINAL

Fernando Duarte

 

CANÇÕES CEDIDAS

Eddu Grau

MÚSICAS

“Abertura”

Composta e interpretada por Fernando Duarte sobre o tema de “Nkosi Sikelel ‘Iafrika”, composto originalmente por Enoch Sontonga

 

“Echoes Of Time”

Composta e interpretada por Kevin Macleod. Licenciada por Creative Commons.

 

“De Bicicleta”

Composta e interpretada por Eddu Grau

 

“Soft Piano & Pads”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

 

“Good Vibes”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

 

“Um Raio De Esperança”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

 

“Shosholoza”

Arranjo e interpretação por Fernando Duarte. Canção tradicional sul-africana.

 

“Fantasia Sobre ‘Nkosi Sikelel ‘Iafrika”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte sobre o tema de “Nkosi Sikelel ‘Iafrika”, composto originalmente por Enoch Sontonga

 

“Improviso Brasileiro”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

 

“Novos Horizontes”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

“Paralelo”

Composta por Eddu Grau

Produção executiva e fonográfica: Samuel Rocco

Produção musical e arranjo: Elizeu Fiuza

Teclados, loops e samples: Elizeu Fiuza

Bateria: Jader Sideral

Contrabaixo: Dawison Fiuza

Guitarra: Robinho Barreto

Scratches adicionais: DJ Yanay

Voz: Eddu Grau

Gravada nos estúdios Point Music e Megahertz por Eliseu Fiuza e Edson Lennon

Mixagem: Elizeu Fiuza

 

“Eletric-O-Matic”

Composta e interpretada por Fernando Fernando Duarte

 

“Nkosi Sikelel ‘Iafrika (God Bless Africa)”

Composta por Enoch Sontonga e interpretada por Sibusiso Ntsala

DESENHO DE SOM E MIXAGEM

Márcio Meyer

 

CONSULTORIA

Rafael Dragaud

Rodrigo Séllos

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Cris Boar

Fábio Cezanne

*Realizada em co-produção com a

Promax Produções

Malaika

Vilaroucas

Caos e Cinema.

 

logo laranja.png

© 2019. Todos os direitos a IDEOgraph.